Tesni Solar | Notícias
1
archive,category,category-noticias,category-1,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-7.7,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12,vc_responsive
 

Notícias

17 maio Brasil ultrapassa 10 mil conexões de micro e minigeração distribuída em maio de 2017

Segundo a Aneel, o número de conexões de micro e minigeração de energia superou 10 mil instalações no Brasil. A fonte mais utilizada pelos consumidores-geradores é a solar com 10.280 adesões, seguida da eólica com 50 instalações. O estado com o maior número de micro e minigeradores é Minas Gerais (2.225 conexões), seguido de São Paulo (2.094) e Rio Grande do Sul (1.096).    
Leia Mais

08 maio Novos Painéis Fotovoltaicos que Funcionam Bem com Chuva

Cientistas das universidades Oceânica da China e daPedagógica de Yunnan desenvolveram painéis fotovoltaicos capazes de gerar energia também em dias de baixa insolação, inclusive com chuva, nevoeiro ou de noite. Esses painéis visam aumentar a eficiência de conversão da luz direta em condições de pouca luminosidade, graças ao uso de um novo material chamado LPP (sigla em inglês de “fósforo de longa persistência”) que pode armazenar energia solar durante o dia para que esta seja colhida durante a noite.            
Leia Mais

09 set Startup de Brasileiro apoiada pela Nasa Busca Gerar Energia no Espaço

Alexandre Paris, brasileiro de 33 anos, co-fundado da startup ReBeam, concebida no programa de verão da Singularity University, pretende desenvolver uma tecnologia capaz de gerar energia a partir da luz solar mesmo quando o céu está nublado ou durante a madrugada. A ideia é colocar refletores de micro-ondas em órbita no espaço, para refletir a energia irradiada por fazendas de energia solar fotovoltaica para locais do planeta que estiverem no escuro. Fonte: exame.com - http://exame.abril.com.br/pme/noticias/brasileiro-cria-startup-na-nasa-para-gerar-energia-no-espaco
Leia Mais

06 set Principal desafio da energia solar é político

Cada vez mais a energia solar é reconhecida como importante para a otimização e diversificação da matriz elétrica brasileira, na qual predominam as usinas hidrelétricas. Até 2024, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) estima que o Brasil terá 1,2 milhão de telhados com painéis solares fotovoltaicos. Contudo, esse total ainda é muito inferior ao potencial do país. Representantes dos setores acadêmico, produtivo e governo apontaram os desafios políticos como o maior entrave para disseminação da energia solar no Brasil, cuja capacidade pode chegar a 30 mil gigawatts (GW) - 200 vezes a capacidade total instalada no país hoje, que é de 143 GW. Para tal é necessária a implantação de políticas públicas estratégicas que estimulem o uso dessa fonte de energia, tais como a liberação do FGTS para aquisição de gerador fotovoltaico e a definição de carga tributária diferenciada para os componentes do sistema fotovoltaico, com isenções adicionais. Em 2012, o Greenpeace propôs ao governo federal a criação de políticas públicas que permitissem ao Brasil ter um milhão de telhados solares até 2020. Se políticas públicas de incentivo de maior impacto forem implementadas, há chance de  chegar em 2030 com cerca de 8 milhões de telhados solares no Brasil, residenciais e comerciais. Com isso, seria possível mais de duas vezes a energia projetada para hidrelétrica de São Luís de Tapajós somente com a geração distribuída. Fonte: http://agenciacti.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=9526%3Aprincipal-desafio-da-energia-solar-e-politico-afirmam-especialistas&catid=3%3Anewsflash
Leia Mais

16 ago Energia Solar Fotovoltaica: cada vez mais uma opção atrativa

O Brasil tem grande potencial para gerar energia elétrica a partir do sol, fonte renovável e abundante no país. O governo  vem estudando formas de impulsionar a geração solar fotovoltaica no país, conforme afirmou o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho. O Brasil deve integrar o ranking dos 20 maiores produtores de energia solar em 2018, segundo o boletim “Energia Solar no Brasil e no Mundo – Ano de Referência – 2015”, publicado pelo Ministério de Minas e Energia (MME). China, Estados Unidos e Alemanha são os países que têm mais potência instalada atualmente (Fonte: Globo G1) http://g1.globo.com/sao-paulo/sao-jose-do-rio-preto-aracatuba/mercado-imobiliario-do-interior/noticia/2016/08/sustentabilidade-e-economia-atraem-consumidores-para-energia-solar.html
Leia Mais

15 ago O Brasil deverá ser um dos 20 maiores produtores de energia solar em 2018

O Brasil deve integrar o ranking dos 20 maiores produtores de energia solar em 2018. A expansão do uso do recurso no País, bem como a potência de 2,6 GW já contratada, contribuem para essa posição. Dentre os países com maior potência instalada estão: China, Estados Unidos, Alemanha, Japão e Itália, que respondem por 68% do total mundial nessa fonte. A China alcançou o 1º lugar no ranking mundial de geração em 2015 e os Estados Unidos ficaram em 2º, ambos superando a Alemanha, líder do ranking em 2014.
Leia Mais

24 jul Brasil Registrou 3494 conexões energia Solar em 2016

De janeiro a maio deste ano, a Agência Nacional de Energia Elétrica registrou 3.565 novas conexões de geração distribuída. Entre as energias renováveis mais utilizadas, a solar fotovoltaica é a fonte que mais se destaca, com 3.494 conexões, seguida pela energia eólica, com 37 conexões. Em termos de capacidade total instalada, a energia gerada pelo sol também saí na frente com 24,1 MW Fonte: Portal Brasil, 07/07/2016
Leia Mais